domingo, 4 de janeiro de 2009

Corticite Aguda


Nome: Emília Vale
Cidade: Penafiel
Blog: corticiteaguda.blogspot.com
Loja online:
através do blog




Como descreverias o teu trabalho?

Sem regras, espontâneo…



Como é que tudo começou?

Com uma experiência com umas bolas de cortiça que me vieram parar às mãos por motivos profissionais. A partir daí, despertou o bichinho e comecei a procurar outros materiais em cortiça, bem como outras matérias para combinar com a cortiça.

Como escolheste o nome do teu projecto?

Teve a ver com o nome errado pelo qual é conhecida vulgarmente a cortiça aglomerada e, em geral, toda a cortiça além das rolhas, corticite. O nome é uma brincadeira pegando na palavra corticite.



Porquê fazer crafts? O que é que te motiva?

Gosto de fazer coisas que me motivem para além da minha actividade profissional. Agrada-me principalmente a liberdade da criação completamente descomprometida, sem prazos nem critérios pré-estabalecidos, que os crafts me proporcionam.

Os crafts são um trabalho a tempo inteiro? O que ocupa os teus dias?

Não, são apenas um hobby. A minha principal actividade é a gestão de clientes externos de uma empresa corticeira.



De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?

Das mais variadas coisas: das pessoas, das emoções e de tudo que me rodeia. E claro, como não podia deixar de ser, também do trabalho de muitos talentosos crafters, portugueses e estrangeiros.

Onde é que encontras os materiais para os teus projectos?

Em muitos sítios. Não só em empresas corticeiras, mas também em lojas da especialidade, retrosarias, bazares, etc.. Gosto de procurar materiais em todo o lado. É um «vício» comprar materiais e imaginar o que vou fazer com eles. Muitas vezes compro coisas que não sei muito bem, naquele momento, para que vão servir… mas depois encontro sempre uma utilidade para elas.



De todo o processo de produção das tuas peças qual é a parte que mais te agrada?

Acho que nenhuma é verdadeiramente mais especial do que outra, mas a fase que talvez me dê um entusiasmo adicional seja a de conclusão das peças... fazer os acabamentos, dar os últimos «retoques» e ver o aspecto final.

Como é que divulgas o teu trabalho?

Através do meu blog, da participação em algumas feiras de artesanato urbano e de todos os meus amigos e familiares. Tenho que agradecer especialmente a estes últimos, pelo empenho na divulgação do meu trabalho.



A internet tem um papel importante na divulgação do teu projecto?

Sim, de alguma forma tem ajudado na divulgação dos meus trabalhos, mas não tanto como seria de esperar. Também é justo dizer que não dou tanta «atenção» ao meu blog quanto deveria…

O que achas da actual moda do artesanato urbano?

Parece-me bastante positiva e, sinceramente, espero que seja mais do que apenas uma moda!



Que conselho darias a quem ainda anda à procura do seu próprio estilo nos trabalhos manuais?

Não gosto de dar conselhos, acho que cada pessoa deve encontrar o seu estilo pessoal de acordo com os seus próprios gostos… Para mim não há formulas, critérios ou padrões a seguir. As coisas surgem de forma natural, é só deixar a imaginação «à solta»…

Podes partilhar alguns dos teus crafters favoritos?

Gosto do trabalho de muita gente, não consigo destacar ninguém…



Quais são os teus sonhos para o futuro?

Sonho sempre no presente ou num futuro muito próximo, no qual gostaria de continuar a sentir-me inspirada e motivada para fazer tudo aquilo que gosto, em todos os âmbitos da minha vida. Não me agrada fazer planos a longo prazo…

4 comentários:

pirolices disse...

Gosto muito dos trabalhos apresentados!!!

Marquita disse...

Ficam giros, estes trabalhos com cortiça. Parabéns!

Carla M. disse...

Acho o máximo ver um material a ser utilizado para um fim que não é o seu objectivo. A imaginação não tem mesmo limites :-)
Muitos parabéns!

anabela disse...

Os trabalhos são lindos e muito originais! Parabéns a Emília e a Elsa!