domingo, 21 de novembro de 2010

Rute Reimão


Nome: Rute Reimão
Cidade: Aviz
Blog: http://www.reimao.blogspot.com/
Flickr: www.flickr.com/photos/reimao



Como descreverias o teu trabalho?

A ilustração tornou-se uma extensão do meu corpo e sempre que começo um trabalho nunca sei muito bem qual será o resultado final. Há imagens ténues que me preenchem o imaginário, mas que só ganham vida quando começo a trabalhá-las. O resultado final é sempre o resultado de um sentir, que nem sempre é explicável.



Como é que tudo começou?

Licenciei-me em design gráfico, fiz um curso de desenho na SNBA (Sociedade Nacional de Belas Artes) e foi nessa altura que comecei a ilustrar capas de livros, na sua maioria livros de autor, o que me ajudava a ganhar uns trocos. Eram tão maus os livros, como as ilustrações.

Foi em 1997 que voltei a pegar mais a sério nas tintas e pincéis, desafiada pelo Aníbal Fernandes, na altura editor gráfico do jornal O Semanário, e pelo jornalista e cronista Torcato Sepúlveda. Comecei a ilustrar as suas crónicas de comentário político, social e cultural. Embora nos tenha deixado há dois anos, dou por mim ainda hoje a olhar para uma ilustração e pensar quais seriam as suas palavras.



Como escolheste o nome do teu projecto?

Para mim era óbvio, é o meu nome e sempre gostei muito dos apelidos e há os que marcam. Tenho amigas a quem apenas trato pelos apelidos, é uma coisa natural.

Porquê fazer crafts? O que é que te motiva?

No início ainda fiz algumas peças em pano, de que o tempo me fez distanciar, não por não gostar delas, mas porque o tempo não dá para tudo e a ilustração estará sempre à frente.



Os crafts são um trabalho a tempo inteiro? O que ocupa os teus dias?

Esquecendo um pouco a designação de crafts, a ilustração é um trabalho a que me dedico a tempo inteiro quando tenho um livro, ou uma ilustração para fazer, mas a ideia de a tempo inteiro funde-se no meu trabalho gráfico porque eu e o meu marido temos um atelier de design e publicidade, o que significa muitas vezes um acréscimo no trabalho dele quando eu estou a ilustrar um livro, por exemplo.

De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?

Do que vejo, aprendi desde cedo que é importante olhar e olhar é aprender e apreender. Como faço muitas ilustrações para o imaginário infantil, o Manel [filho de Rute Reimão] tem sido uma peça importante. Enriquece-me todos os dias.



Onde é que encontras os materiais para os teus projectos?

Assim de repente a frase que me ocorre é «ando ao lixo», mas não é bem verdade porque ao longo destes anos a viver assim meio no campo conhecem-se pessoas fantásticas que me têm mimado e brindado com presentes, que para eles já não passam de uns papéis velhos, mas que para mim são verdadeiros tesouros. Delicio-me com a riqueza de texturas, dos tons que os anos lhe têm conferido.



De todo o processo de produção das tuas peças qual é a parte que mais te agrada?

Numa gíria quase gastronómica é no momento em que meto as mãos na massa e deixo os papéis falarem mais alto…

Como é que divulgas o teu trabalho?

A internet foi e tem sido de facto um veículo importante. Apercebo-me que acabo de responder à próxima pergunta, mas não há voltar a dar…

A internet tem um papel importante na divulgação do teu projecto?

(...)



O que achas da actual moda do artesanato urbano?

Nestes últimos seis anos em que tenho acompanhado mais o trabalho de outros, vi surgir pessoas que não são artesãos, são artistas. Existem peças que são verdadeiras esculturas. Prezo muito o trabalho de algumas pessoas, que vi crescer, que me viram crescer e de quem hoje posso dizer que partilhamos uma amizade.

Que conselho darias a quem ainda anda à procura do seu próprio estilo nos trabalhos manuais?

Que experimentem, sem medos, muito e muito.



Podes partilhar alguns dos teus crafters favoritos?

São tantos e confesso que não me apetece preterir uns em deterimento de outros. Vou falando do trabalho de quem gosto no meu blog…

Quais são os teus sonhos para o futuro?

Acabar um livro, com outro sempre para começar.

19 comentários:

isabel f. disse...

bjinhos Rute!!!
sempre sempre lindas....as ilustrações e tu!!
a*d*o*r*o!!!! como sabes :)
um bj enorme!!

como é possivel que só agora surja esta tua entrevista??? :))
mas finalmente aqui estás :)

xuxudidi disse...

Gosto muito do trabalho da Rute. Acrescentaria que o seu trabalho tem muita poesia. Tenho alguma saudade dos desenhos feitos nas toalhas de papel, da menina árvore, dos cogumelos , das borboletas... pormenores deliciosos e delicados. Beijinho Rute:)

Rita disse...

Parabéns. Adorei o trabalho da Rute. Tem musicalidade e movimento. A mistura de materiais é soberba. Trabalhos muito bem conseguidos.

Bjinhos
Rita Marafuz

www.marafuz.com

Rita disse...

Adorei o trabalho da Rute. Ilustrações lindas, com movimento e musicalidade. Parabéns.

Rita Marafuz
www.marafuz.com

reimão disse...

Isabel obrigada pelo teu comentário, mas a culpa é toda minha.Quando a Elsa inicioi este projecto devo ter sido das primeiras pessoas a quem ela pediu a entrevista, eu é que fui atrasando, sempre com a desculpa da quantidade de trabalho. obrigada à Elsa pela paciÊncia e a todos os que me acompanham de perto e de longe. um abraço forte. Reimão

mulher de gengibre disse...

Eu não me canso de olhar para as tuas ilustrações e desejo que tenhas sempre um livro em espera enquanto terminas outro, bjs*

Carolina Bernardo disse...

Uma história contada através da materialização de ideias.. Linda e contagiante ***

helena zália disse...

Um abraço enorme Rute, pelo teu trabalho maravilhoso e pela enorme simpatia.
:*)

Andreia disse...

Gosto muito dos trabalhos da Rute. Um dia hei-de ter uma das suas obras!

TrüSka disse...

Não conhecia o trabalho da Rute, nem o trabalho de muitos artistas que por aqui passam! Por isso é que adoro este blog! E volto sempre à procura de actualizações - Parabéns à criadora! : ) E Parabéns à Rute por um estilo tão original!

Vestidos de Papel disse...

Adoro esta mistura de materiais!

buebau disse...

Sempre maravilhosos, os teus trabalhos, Rute.
Parabéns!

Sara MB Pinho disse...

Mas que trabalhos deliciosos...as texturas dos papeis e dos tecidos, com salpicos de cor e de muita ternura...simplesmente adorei:-)

buebau disse...

Então e o que é feito do Vidas crafy?
Já temos saudades...

bjs

Z disse...

adoro o trabalho da Rute... sou uma grande fã!

Susana disse...

Que coisas lindas!

AnaChurretes disse...

Adoro tu trabajo!!

AnaChurretes disse...

Adoro tu trabajo!!

claudia disse...

un blog muy bonito,me encanta,saludos desde Tenerife!!!