domingo, 30 de maio de 2010

The Golden Plague



Nome: Áurea Praga
Cidade: Porto
Blog:
goldenplague.blogspot.com
Loja online: www.etsy.com/shop/thegoldenplague



Como descreverias o teu trabalho?

Há pouco tempo, uma rapariga enviou-me uma mensagem no Etsy a dizer-me que as minhas peças a faziam sorrir. Acho que é mesmo isso: com o meu trabalho tento comunicar alguma coisa, levantar questões, contar uma história que faça sorrir. Tento passar aos outros a poesia do que vejo à minha volta da melhor forma que consigo.



Como é que tudo começou?

Bem, quando pensei pela primeira vez em experimentar o campo da joalharia, pensei fazê-lo como um presente para mim. Trabalhava em design gráfico e fazia ilustração, mas a dada altura precisava de uma nova forma de expressão e a ideia de utilizar o corpo como suporte para colocar o meu trabalho e o contacto directo com materiais novos, como o metal, foi o que mais me atraiu. O facto de hoje em dia fazer dinheiro com isso é um bónus, mas tudo surgiu de uma necessidade pessoal de explorar algo novo.



Como escolheste o nome do teu projecto?

Ui, isso é uma longa história, fica para a próxima :)

Porquê fazer crafts? O que é que te motiva?

Acho que sou uma control freak, hehehe. E no universo dos crafts, a maior parte das vezes, o criativo tem de ter uma equipe dentro dele próprio. Hoje em dia, para além de conceber e executar todas as minhas peças, fotografá-las e escrever as descrições para lojas online, também faço as minhas embalagens, etiquetas, cartões, logos, banners, etc. E ainda faço a divulgação e comunico com cada cliente, respondo a questões e encomendas e sou também eu que as entrego nos correios pessoalmente. Esta multiplicidade de funções é o que mantém a minha flexibilidade mental em forma. Por outro lado, ser responsável pelo processo completo obriga-me a estar sempre a aprender e a ter consciência do meu enquadramento geral a nível de qualidade.



Os crafts são um trabalho a tempo inteiro? O que ocupa os teus dias?

Um dia creio (espero) que venham a ser, mas por agora também dou aulas para garantir as contas pagas ao fim do mês.

De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?

Vem principalmente da beleza do que me rodeia. Que existe mesmo nas coisas mais pequenas, mesmo, por vezes, nas mais violentas. Vivemos num mundo sobrecarregado de informação. Costumo dizer que me alimento de beleza e de caos.



Onde é que encontras os materiais para os teus projectos?

A maior parte das matérias primas e ferramentas compro-as em Gondomar e em lojas especializadas em material de joalharia, mas comecei recentemente a adquirir algumas delas pela internet. No próprio Etsy, onde vendo, encontram-se materiais interessantes. É uma forma de contribuir, como compradora, para um sistema que também me dá tanto.



De todo o processo de produção das tuas peças qual é a parte que mais te agrada?

Tenho a sorte de retirar satisfação de todas as fases do processo, mas se tivesse de escolher apenas uma, seria a parte criativa.



Como é que divulgas o teu trabalho? A internet tem um papel importante na divulgação do teu projecto?

Sim, a maior parte da divulgação que faço, senão a totalidade, é online. No Etsy, que também divulga os seus próprios criativos, e através de ferramentas como o Twitter e o Facebook. E, claro, no meu blog que acaba por ser a sede dos acontecimentos e que tento manter actualizado sempre que possível.



O que achas da actual moda do artesanato urbano?

Acho muito bem. Fazia falta. Acho que é um incentivo à criatividade e agrada-me muito o ambiente de entreajuda que se respira neste novo nicho de artistas e artesãos. Talvez por ser um movimento recente, senti desde o início uma grande abertura para partilhar dicas e sugestões (tento fazê-lo eu agora, sempre que posso), o que é muito importante para quem está no início e tudo parece tão complicado.



Que conselho darias a quem ainda anda à procura do seu próprio estilo nos trabalhos manuais?

O principal conselho que posso dar é que façam algo de que realmente gostem. Quando fazemos um trabalho sincero, pelo qual nos conseguimos apaixonar, partilhamos com os outros algo de único e genuíno. E, como disse Albert Camus, «any authentic creation is a gift to the future».



Podes partilhar alguns dos teus crafters favoritos?

Entre muitos outros: Mary John of Kings, Timotht Adam Designs, The Runny Bunny, BCM 999, Art Mind.

Quais são os teus sonhos para o futuro?

Primeiro, quero acabar a pós-graduação que estou a tirar em Design de Joalharia. Depois, espero poder desenvolver alguns dos projectos que comecei nas aulas e a partir deles criar novas séries de peças. Mas o meu sonho é encontrar sempre formas de melhorar o meu trabalho e comunicar melhor através dele. Se puder viver disso, viajar e fazer uns workshops de vez em quando, tanto melhor. Então se estiver sol, parece-me perfeito!

5 comentários:

anapina disse...

Sou fã do trabalho da Áurea Praga! Tem sido para mim uma fonte de inspiração e gosto particularmente da série "I'm all ears" - original e divertida :)

Já tive a oportunidade de a conhecer pessoalmente, mas é sempre bom ficar a saber um pouco mais através do Vidas Crafty!

Guizito disse...

Adorei conhecer o trabalho da Áurea e as peças são a minha cara, lol

bjs

aurea praga disse...

Obrigada, Elsa, por me dares a oportunidade de falar sobre o meu trabalho e pela divulgação :D

aiaimatilde disse...

que peças lindas! não conhecia e adorei! :)

isabel f. disse...

lindas peças!!
gostei muito, vou espreitar o site!!
Parabéns pelo trabalho!!!
e obrigado Elsa, pela divulgação de trabalhos tão originais :))