domingo, 14 de junho de 2009

O Ponto sem Nó

Nome: Helena Almeida
Cidade: Vila Nova de Gaia
Blog: opontosemno.blogspot.com
Flickr: www.flickr.com/photos/opontosemno




Como descreverias o teu trabalho?

Descreveria o meu trabalho, ou melhor, este projecto como consequência do meu percurso académico, mas aplicado noutro sentido.



Como é que tudo começou?

O meu projecto teve início em pequenos doodles [ rabiscos ] feitos nas aulas. Mais tarde senti-me motivada a transformar esses desenhos em objectos a três dimensões e fiz com que saíssem do papel e ganhassem outra vida. Para que isso acontecesse, peguei em materiais ligados à costura (que já me fascinava desde pequena e era um campo em que me sentia à vontade) e trabalhei-os a partir do meu caderno de desenhos. Comecei por uma pregadeira - de que não tenho registo - e fui por aí fora até chegar a uma parceria com a minha mãe. Com ela desenvolvi grande parte deste projecto: eu trabalhava a parte do desenho com a máquina de costura e a minha mãe a parte da cor, aplicando-a com o bordado à mão. Um encontro de gerações completamente diferentes que resultou numa bela união.



Como escolheste o nome do teu projecto?

Surgiu no meu pensamento a metáfora que não se dá um ponto sem nó e daí ficou O Ponto sem Nó.

Porquê fazer crafts? O que é que te motiva?

Não considero que faço crafts, mas antes que me sirvo de materiais ligados aos crafts como suporte para concretizar e dar continuidade ao meu projecto. Desde o ínicio, o que me motivou foi o facto de transferir a linguagem do meu desenho para outro tipo de suporte e assim poder mostrá-lo ao público. E, já agora, por que não vender?



Os crafts são um trabalho a tempo inteiro? O que ocupa os teus dias?

Neste momento é um trabalho que posso considerar que ocupa os meus dias.

De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?

A inspiração para os meus trabalhos vem do dia-a-dia, das pessoas que vejo na rua e principalmente dos seus comportamentos. E depois vem de mim.



Onde é que encontras os materiais para os teus projectos?

Em lojas de tecidos, retrosarias e papelarias.

De todo o processo de produção das tuas peças qual é a parte que mais te agrada?

Quem me motivou desde sempre para ir para a frente com este projecto foi a minha mãe. Apesar de me ter deixado recentemente, partindo para outro mundo, a melhor parte da produção e execução era sem dúvida a nossa cumplicidade e parceria.



Como é que divulgas o teu trabalho?

O projecto é divulgado através do blog, mas também em lojas.

A internet tem um papel importante na divulgação do teu projecto?

Tem um papel activo, mas não considero o mais importante.



O que achas da actual moda do artesanato urbano?

Positiva, mas como dita a pergunta, é uma moda actual...

Que conselho darias a quem ainda anda à procura do seu próprio estilo nos trabalhos manuais?

Conselhos não deixo, só palavras: genuidade e honestidade.



Podes partilhar alguns dos teus crafters favoritos?

Não tenho favoritos...

Quais são os teus sonhos para o futuro?

Sonhos que só o tempo dirá.

5 comentários:

Maria madeira | António rodrigues disse...

Diferente e único!
Uma preciosidade... tenho uma peça da Helena de que gosto bastante.:)*

sara aires disse...

Conheci o trabalho da Helena na Feira de Artesanato Urbano no Parque, no Porto... é muito especial sem dúvida! Parabéns e até uma próxima. :)

papoila menina disse...

um trabalho exemplar de bom gosto e originalidade. Gosto muito*.

bacondog disse...

Um excelente trabalho!
Abraços....

Kickcan and Conkers disse...

These look fun and original!