domingo, 13 de junho de 2010

Fric de Mentol



Nome: Ana Raimundo aka [ fric de mentol ]
Cidade: uma nova todos os anos
Blog:
dropesdementol.blogspot.com
Site: um projecto com alguns anos, na gaveta
Loja online: fricdementol.etsy.com
Flickr: flickr.com/fric_de_mentol



Como descreverias o teu trabalho?

Refrescante, vivo, colorido, ilustrador, divertido, inocente...



Como é que tudo começou?

O gosto: desde muito nova que o meu caminho tomou o rumo das artes, lembro-me de ter cerca de 4/5 anos e fartava-me de desenhar bonecada em cada papel que encontrava e em algumas paredes também, confesso. O meu percurso académico foi nas artes plásticas, vertente de pintura, com alguns anos de experiência no ramo da azulejaria.

A necessidade: Vivendo a dois com um futuro que se fazia passar pelo ramo do ensino, em contratos incertos, com a realidade de estar cada um a viver no seu canto do País, optei pelo meu negócio próprio. Lentamente todo o projecto foi tomando forma e sentido.



Como escolheste o nome do teu projecto?

Gosto de brincar com as palavras, fric é sonante, não tem um significado concreto, considero-o um drope e, como a ideia era ser algo efervescente e fresco, escolhi o mentol para lhe dar o sabor.

Porquê fazer crafts? O que é que te motiva?

É a minha forma de comunicar, de me interligar no espaço / tempo que habito.

Os crafts são um trabalho a tempo inteiro? O que ocupa os teus dias?

Sim, esta é a minha profissão. A maior parte do dia é dedicada à criatividade e produção. Sou uma adicta de música, cinema, internet/informação e culinária por isso também vivem comigo no dia-a-dia.

De onde vem a inspiração para os teus trabalhos?

Vem de todo o lado, tiro partido dos cinco sentidos e dou-lhes expressão.



Onde é que encontras os materiais para os teus projectos?

Infelizmente, alguma da matéria-prima que uso tem que ser importada, mais propriamente para a Gocco (máquina japonesa que permite fazer serigrafia de um modo prático e portátil). Outros materiais, como a alfazema que uso nos saquinhos, é plantada, colhida e debulhada por mim e pela minha família. Sempre que possível reciclo/reutilizo (papel, cartão, tecido, etc).

De todo o processo de produção das tuas peças qual é a parte que mais te agrada?

O produto final é sempre uma alegria, é a conclusão de todo o processo criativo mas, o início, o esboço, o passar a ideia para o papel, completa-me.



Como é que divulgas o teu trabalho?

Sobretudo através da internet, em redes sociais como twitter e facebook, no meu blog, flickr, etc.

A internet tem um papel importante na divulgação do teu projecto?

Claro! Onde tudo começou e por onde tudo passa.



O que achas da actual moda do artesanato urbano?

Não sei se será uma moda mas um bom gosto e uma vontade enorme de alguns artistas e público, de se manter aquilo que é valioso, manual e autóctone, contrariando a produção massiva e repetitiva. Nesse sentido é óptimo embora ainda estejamos a uns passos largos do lugar e respeito que o feito à mão deve ocupar.

Que conselho darias a quem ainda anda à procura do seu próprio estilo nos trabalhos manuais?

Nada se forma ou encontra sem um percurso, trabalho e perseverança. É também preciso ser-se autêntico, exigente e auto crítico.



Podes partilhar alguns dos teus crafters favoritos?

Elefante, é a vida! e os outros já por aqui passaram :)

Quais são os teus sonhos para o futuro?

Tenho muitos sonhos/projectos para o futuro, como ter um espaço de trabalho fixo e maior, trabalhar com serigrafia convencional e com cerâmica.

8 comentários:

Guizito disse...

Gostei muito de conhecer melhor o trabalho Fric de Mentol! beijinhos para vocês as duas

Brian Western disse...

Ana's pieces are poignant and ethereal, and her word-play extraordinaire mit mushrooms und marshmallows dancing all night long!

rita disse...

ahhhh, nem de propósito! acabei de comprar uma peça à ana, cujo trabalho adoro, há uns 15 minutos :-D

fric_de_mentol disse...

Muito obrigada pela oportunidade, Elsa! :)
A selecção de fotografias é excelente, respostas gráfias - imagens gráficas.
Uma boa semana.

joana disse...

o teu trabalho de ilustração é muito muito bom e isso reflecte-se na tua bonita entrevista :) Gostei de ♥

anapina disse...

Mais uma das minhas artistas favoritas!
Gostei muito de ler a entrevista, a Ana distribui cor e magia por onde passa :)

Alexandra Durão disse...

Conheci há pouco tempo, mas estou a gostar do trabalho, além de que gosto muito de sarigrafia, principalmente a manual :- )

maria madeira | antónio rodrigues disse...

Um óptimo trabalho que admiro muito. Logo que possa também vou comprar, para colocar na minha parede de pintores favoritos* Adoro o trabalho da Ana :)*